quarta-feira, 20 de outubro de 2010

Avaliação Institucional (Simulado)


Atenção, alunos!


No dia 03 de novembro será realizada a Avaliação Institucional (Simulado) das Faculdades Integradas de Cataguases.


A nota do simulado é uma das modalidades de avaliação da Instituição e compõe o total de pontos a ser obtido no semestre, portanto, participe!

quarta-feira, 22 de setembro de 2010

Seminário sobre o PDI


Neste sábado, dia 18 de setembro, toda a Faculdade se reuniu para realização de um seminário de apresentação e discussão do PDI, estudado por todos os departamentos.

Estiveram presentes ao Seminário, alunos, professores e funcionários da FIC.

Mas, o que é mesmo PDI?

O PDI é o Plano de Desenvolvimento Institucional com planos e metas que vem sendo cumpridos desde sua criação.

O PDI contempla metas de construção e adequação da estrutura física da instituição, implementação de novos cursos de graduação que ofereçam educação superior de qualidade, realização de cursos de extensão e Pós-Graduação que abranjam também a comunidade.

Através do seminário todos puderam ter uma visão do quanto as Faculdades Integradas de Cataguases vem investindo em Pesquisa e bolsas para alunos.

O PDI também contempla o plano de carreira do corpo docente e o projeto de avaliação institucional.


Para saber mais, procure a coordenação do seu curso e FIC por dentro!

Horários de Funcionamento

Fiquem atentos aos horários de funcionamento da FIC:



Biblioteca: de 8 às 11:30 h e 12:30 às 22:00 h


Secretaria: 8:00 às 21:30 h


Tesouraria: 7:00 às 12:00 h e 12:30 às 21:30 h


CPD/TI: de 7:00 às 22:30 h


Xerox: 7:00 ás 11:30 h / 14:30 às 16:30 h / 17:30 às 21:15 h

quinta-feira, 9 de setembro de 2010

Cursos de Extensão - 2º semestre de 2010

As Faculdades Integradas de Cataguases oferecem novos cursos de Extensão.
As matrículas estão abertas.
Confira abaixo e escolha o seu.
1) POR UMA NOVA GEOGRAFIA APLICADA NAS REDES DE EDUCAÇÃO

•Profº Mestrando Antônio Luquini
•Carga horária: 8 horas
•Data: 16/10/10
•Horário: de 8:00 às 12:00 h e 13:00 às 17:00 h
•Investimento: R$20,00
•Ementa: Oficinas didáticas voltadas para a prática pedagógica aplicada às diversas temáticas do ensino da Geografia, enfocando a interdisciplinaridade (charges, poemas, etc), as atividades de campo e atividades nos laboratórios de informática e cartografia da FIC.

2) GRAMÁTICA TEXTUAL
•Profª Ms. Gláucia M.N. Costa de Oliveira/ Profª Ms. Maria Terezinha Reis Pinholi
•Carga horária: 20 horas
•Datas dos encontros: 11/09; 25/09/;16/10;30/10
•Horário: de 13:00 às 18:00 h
•Investimento: R$30,00
•Ementa: Experiências de implementação dos PCNs de Língua Portuguesa. Visão Panorâmica da Lingüística/Gramática textual. Oralidades e processos de retextualização. Gramática e literatura: processamento textual.

3) OS QUADRINHOS COMO FONTE DE PESQUISA HISTÓRICA
•Profª Especialista Natânia Aparecida da Silva Nogueira
•Carga horária: 8 horas
•Data: 18/09/2010
•Horário: de 8:00 às 17:00 h
•Investimento: R$20,00
•Ementa: As histórias em quadrinhos como fonte de pesquisa em História, proporcionando informações ao leitor sobre o cotidiano, a política, a economia e a cultura de um determinado período.

4) A NOVA ORTOGRAFIA NA PRÁTICA
•Profº Ms. Humberto Mendonça
•Carga horária: 3 horas
•Data: 30/10/2010
•Horário: de 8:00 às 11:00 h
•Investimento: R$5,00
•Ementa: estudo das implicações do Novo Acordo Ortográfico da Língua Portuguesa.

5) O CORTE DOS AÇOITES, A FORJA DOS SÁBIOS: A UTILIZAÇÃO DE CASTIGOS FÍSICOS NA PEDAGOGIA MONÁSTICA DA IDADE MÉDIA ( SÉC. XI e XII)
•Profº Doutorando Carlile Lanzieri Jr.
•Carga horária: 4 horas
•Data: 23/10/2010
•Horário: de 14:00 às 18:00 h
•Investimento: R$10,00
•Ementa: análise das principais características da pedagogia disseminada nos mosteiros da Europa medieval entre os séculos XI e XII; entendimento de como os monges cristãos salvaram da destruição o saber produzido por autores do mundo antigo e medieval; entendimento de temas específicos da teologia e filosofia de então.

6) FONTES PRIMÁRIAS DIGITAIS: UNIVERSO DOCUMENTAL FACILITADOR DAS PESQUISAS À DISTÂNCIA
•Profª Drª Irenilda Cavalcanti
•Carga horária: 8 horas
•Datas: 18/09; 16/10/2010
•Horário: de 14:00 às 18:00 h
•Investimento: R$20,00
•Ementa: Informações metodológicas sobre a pesquisa histórica. Contato com as importantes fontes históricas no meio digital.

7) HISTÓRIA REGIONAL: RELIGIÃO NO MUNICÍPIO DE CATAGUASES
•Profº Doutorando Inácio Manuel Neves Frade da Cruz
•Carga horária: 4 horas
•Data: 30/10/2010
•Horário: de 13:00 às 17:00 h
•Investimento: R$10,00
•Ementa: O conjunto de relações entre o projeto modernizador e a religiosidade da população do município de Cataguases. Revisão teórica sobre conceitos e metodologias da História Regional. Busca das contaminações culturais e das múltiplas conexões que se ocultam e se exibem nos limites entre arte, religião e espaço público.

8) CAPACIDADE PARA GERAR COMPETÊNCIA
•Profª Especialista Andréa Coelho
•Carga horária: 4 horas
•Data: 18/09/2010
•Horário: de 14:00 às 18:00 h
•Investimento: R$10,00
•Ementa: instrumentalização para o desenvolvimento do ensino e da pesquisa na escola, em busca de uma educação significativa e de qualidade.

9) GPS DE NAVEGAÇÃO E APLICAÇÕES AMBIENTAIS
•Profª Ms. Rodrigo Porreca
•Carga horária: 10 h/a
•Data: 15/09/2010; 28/09/10
•Horário: de 13:00 às 18:00 h
•Investimento: R$40,00 (Acadêmicos da FIC); R$ 60,00 ( público externo)
•Ementa: histórico, conceitos e características do Sistema de Posicionamento Global – GPS; funcionamento e divisões do sistema; erros de posicionamento; técnicas de navegação e mapeamento em campo; interface com PC; integração GPS e Sistema de Informações Geográficas – SIG: tratamento dos dados, elaboração de banco de dados espacial, criação da base de dados integrada.
•CD-ROM: incluído no valor do investimento.

segunda-feira, 16 de agosto de 2010

Começa a Pós-Graduação em Educação Inclusiva

No dia 14 de agosto, o Departamento de Educação das Faculdades Integradas de Cataguases deram início ao Curso de Pós-Graduação em Educação Inclusiva.

Abaixo, algumas informações importantes sobre o curso:

PÚBLICO ALVO:

Professores que já atuam na educação especial, professores de educação infantil, ensinos fundamental e médio, pedagogos, fonoaudiólogos, psicólogos, terapeutas ocupacionais e demais áreas afins.


OBJETIVOS:

Capacitar profissionais para atuar na área de educação especial, aptos para atender, de forma diferenciada, aos alunos com necessidades educativas especiais;
Oferecer fundamentação teórica para desenvolver a educação inclusiva em contextos regulares e especiais;
Possibilitar aos educadores e demais profissionais interessados o desenvolvimento de competências para identificar, definir, implementar, liderar e apoiar as estratégias necessárias para as práticas pedagógicas com alunos com necessidades educativas especiais.

ESTRUTURA DO CURSO:

Educação Inclusiva: legislação e políticas públicas;
Psicopatologia da Infância e da Adolescência;
Questões de aprendizagem: dificuldades na linguagem oral e escrita;
Didática do Ensino Superior
Metodologia Científica;
Novas tecnologias aplicadas à educação especial;
Deficiência Física;
Deficiência Auditiva;
Deficiência Visual;
Deficiência Intelectual;
Altas Habilidades;
Educação na diversidade: necessidades educativas especiais no contexto regular.


"Na escola inclusiva professores e alunos aprendem uma lição que a vida dificilmente ensina: respeitar as diferenças. Esse é o primeiro passo para construir uma sociedade mais justa."


Maria Teresa Égler Mantoan



As matrículas ainda estão abertas. Procure-nos na Faculdade e agende um horário para refazer a aula inaugural.

terça-feira, 29 de junho de 2010

Café Pedagógico

No último dia 17/06, as alunas do 5º período do Curso de Pedagogia organizaram "Café Pedagógico" para receber os alunos do EJA da E. M. Monsenhor Solindo, que vieram acompanhados das profs. Simone e Eliete.

Entre os alunos, havia uma aluna com deficiência auditiva, que proporcionou uma experiência importantíssima para as alunas do curso de Pedagogia.


Também compareceu um aluno do EJA (ensino médio) de Vista Alegre.


No encontro foram levantadas várias questões relacionadas ao cotidiano dos alunos do EJA, como por exemplo, motivos que os levaram de volta à sala de aula, suas dificuldades, inclusão e pretensões.




Orientação da professora: Roselaine dos Reis Verazzani, na disciplina de Prática de Formação Docente V.



Parabéns à professora e às alunas pela iniciativa!

Fotos dos Intercults de maio e junho

Confira algumas fotos dos Intercults - Intervalos Culturais da FIC -de maio e junho/2010:

video

quarta-feira, 26 de maio de 2010

Semana Pedagógica/2010

Aconteceu nos dias 01 e 02 de junho a Semana Pedagógica das Faculdades Integradas de Cataguases sob o tema: "A infância e a adolescência na contenporaneidade"

A Semana foi recheada de boas palestras e eventos culturais.
Confira a programação e algumas fotos do evento.

No dia 01 de junho, terça-feira no Instituto Francisca de Souza Peixoto houve apresentação do grupo EncantArt, seguida pela palestra "A Fábrica do Futuro" com Ana Carolina Viana e Gustavo Baldez.
Ainda, na terça-feira, a Prof. Dra. Eliane Medeiros Borges, da UFJF, brindou a todos com a palestra: "A infância e a Mídia".

Para fechar a noite, todos os presentes foram convidados a assitir uma mostra de materiais confeccionados pelas alunas do Curso de Pedagogia e a saborear um delicioso lanche.

Na quarta-feira, dia 02 de junho, também no Instituto Francisca de Souza Peixoto, houve uma encantadora apresentação da Cia. Gargalhada.

Em seguida, a Prof. Dra. Léa Stahischmidt Pinto da Silva, da UFJF, presenteou a todos com uma maguinífica palestra.
Em seguida, todos assistiram ao sarau apresentado pelas alunas e foram convidados a visitar a exposição de trabalhos e a saborear um lanche.

Confira algumas fotos do evento:




A Semana foi um sucesso! Parabéns Prof. Bete e alunas do Curso.

domingo, 23 de maio de 2010

O Lúdico: uma ferramenta na construção de novas aprendizagens.


O Lúdico: uma ferramenta na construção de novas aprendizagens.

As alunas do 1º período de pedagogia confeccionaram jogos pedagógicos nas aulas de PFD I, com a professora Mágda Mazini. O objetivo das aulas é mostrar que o lúdico é uma ferramenta necessária e importante na construção do conhecimento, principalmente na aquisição de aprendizagem significativa.

A turma confeccionou e apresentou os jogos, além de montarem um plano de aula sobre o material.

As aulas simuladas contribuíram para o enriquecimento de todos e a construção de um pensamento critico e construtivo com relação ao ensino aprendizagem.


Oficina na APAE de Cataguases

As alunas do 1º período de pedagogia, Nycole e Cida de Paula aplicaram na prática o jogo confeccionado na aula de PFD I, as alunas foram no dia 12 de maio até a APAE de Cataguases e mostraram muita habilidade e dedicação.


O jogo apresenta o cuidado com o meio ambiente e oportuniza vivencias relacionadas com o tema.

Parabéna à professora e alunas pela iniciativa!

sábado, 8 de maio de 2010

Oficina Os pingos de Mary de Eliardo França

As alunas do 1º e 3º período de Pedagogia participaram de uma interessante oficina Pedagógica sobre o livro "Os Pingos de Mary" de Eliardo França, sob a batuta da professora Edleuza.

Confira algumas fotos:




Parabéns! O trabalho ficou maravilhoso!

quinta-feira, 6 de maio de 2010

Educação de Jovens e Adultos

As alunas do 7º Período do Curso de Graduação em Pedagogia, das Faculdades Integradas de Cataguases, receberam os alunos do EJA das Escolas Municipais Enedina Prata, Monsenor Solindo, Professora Carmelita Guimarães, Prof. Antonio Amaro e Lysis Brandão da Rocha para assisitirem a aulas de Geografia, Cidadania, Matemática, Lingagem Oral e Escrita e Artes.


Os alunos do EJA visitaram as dependências da FIC e o laboratório de Biologia e ainda saborearam deliciosos lanches oferecidos pelas competentes alunas de Pedagogia.


Vejam as fotos desses momentos de encantamento e aprendizagem:




Parabéns às alunas e à professora! Vocês são especiais!

quarta-feira, 21 de abril de 2010

InterCult







Não perca nos próximos intervalos das Faculdades Integradas de Cataguases o INTERCULT – Intervalo cultural




Próximas Apresentações Musicais


04 de maio - terça-feira
1. Sabrina (5º de História)
2. João Paulo (1º de Geografia)
3. Ilmara (3º de Pedagogia)

12 de maio - quarta-feira
1. João Paulo (1º de Geografia)
2. Paulo Vítor ( 3ª de Letras)
3. Maycon ( 3ª de Letras)
4. Lucas ( 3ª de Letras)

20 de maio - quinta-feira
Dj Louriel (1º de Administração)
e Rogério

28 de maio - sexta-feira
1. Profº Alex Martoni (Letras)
2. Fernando (1º de Letras)
3. Júlia (1º Ciências de Biológicas)
4. Rodrigo (3º de Engenharia Noturno)
5. João Paulo ( 1º de Geografia)


Apresentadores do evento:
Sabrina ( 5º de Hist.) e Sandro ( 5º de Administração)

Local:
Espaço da Cantina (FIC) - Horário: 20:30 às 20:50 h

Objetivos do evento:
Valorizar os talentos musicais dos acadêmicos da FIC;
Evidenciar a música de qualidade;
Promover cultura e momentos de integração e descontração entre funcionários, docentes e discentes de todos os cursos.

segunda-feira, 19 de abril de 2010

Oficina Lenga-lenga



A lengalenga é uma linguagem composta por encadeamentos fonéticos, rimas de embalar. Um texto com frases curtas que normalmente rimam e com muitas repetições que permitem decorá-lo com muita facilidade. Geralmente, as lengalengas estão associadas a brincadeiras e jogos.

Habilidades e competências esperadas:

O trabalho com textos em lenga-lenga além da leitura em estrutura repetitiva permitindo identificação de palavras de forma logográfica proporciona o desenvolvimento de diversas áreas do conhecimento matemático e linguístico como:

*classificação

*estruturação

*organização

*seleção

*composição

*construção

*seriação

Recursos como as histórias em lenga-lenga permitem uma profunda análise no que diz respeito à construção das funções da escrita, ampliando o conceito de alfabetização e dando destaque ao conceito de letramento.

Através de atividades como estas, as crianças são iniciadas na escrita em eventos de letramento (quando os adultos leem ou escrevem para as crianças e também as convidam para arriscar-se em leituras ou escritas).

Nesses momentos, as crianças vão aprendendo as funções da escrita, entendendo que ela serve para comunicar, divertir, convencer. Fazem leituras apoiadas em ilustrações e cantigas, evidenciando que, mesmo não sendo alfabetizadas, são capazes de atribuir sentido aos textos. Dessa forma, as crianças vão se apropriando da escrita, adquirindo algum nível de letramento e isso facilita a própria alfabetização.


A apropriação da escrita é um processo complexo, implicando muitas facetas, mas podemos aqui resumi-las a duas:

*Alfabetização- estabelecimento inicial de relações entre a pauta sonora e as letras,que evolui para o domínio do sistema alfabético- ortográfico;

*Letramento- participação na leitura escrita; conjunto de conhecimentos, atitudes e capacidades necessárias para usar a escrita em práticas sociais.

Essa diferenciação surge diante das mudanças ocorridas nas sociedades contemporâneas, muito centradas na escrita, nas quais é insuficiente o domínio das primeiras letras. Torna-se preciso que as pessoas leiam e escrevam textos com competência. A participação na vida social, cultural e produtiva, e o exercício da cidadania exigem mais do que ser alfabetizado, requerem domínio das práticas letradas.


A diferenciação desses conceitos trouxe mais luz para os processos de apropriação da escrita, não tão voltados para a conquista da base alfabética, mas para as mediações culturais que determinam ou favorecem a construção desse conhecimento.

Bibliografia

Cadernos do CEALE

REFERENCIAL CURRICULAR NACIONAL PARA A EDUCAÇÃO INFANTIL


Oficina lenga lenga (historias em cadência)
1º e 3 Períodos de Pedagogia

Professora: Edleuza




A oficina foi um sucesso! Parabéns!

Trabalhando com a História Oral


Trabalhando com a História Oral

Memória: o papel desempenhado pelas mulheres na História

Alunas do 5º período do curso de Pedagogia / Professora Rosaíde Maria Lacerda Lima
Parabéns às alunas e professora pela iniciativa!

terça-feira, 6 de abril de 2010

Dia Mundial da Água



Em comemoração ao dia Mundial da Água, foi realizada no dia 26 de março de 2010 das 18 às 20:30 horas, na FIC, uma exposição pelas alunas do 5º período de Pedagogia.

Nesta exposição foram apresentadas experiências, cartazes, várias informações, assim como: Presença da água nos alimentos, tratamento, modos de economia e filtragem da água.

A apresentação foi realizada na sala do 5º período de Pedagogia da FIC, como forma de interação no conceito da disciplina de Metodologia de Ciências, lecionada pelo professor Felipe Eugênio Parizzi que, junto às alunas da sala, agradecem a participação de todos os presentes.

Ao professor e alunas nossos parabéns pela iniciativa!

terça-feira, 30 de março de 2010

EncantART

O projeto EncantART surgiu em outubro de 2007, por iniciativa da professora Paula Todesco e das alunas do 2º Período de Pedagogia das Faculdades Integradas de Cataguases durante as aulas de Didática.


Ao perceber o grande interesse das alunas do Curso de Pedagogia pela arte de contar histórias, a professora formou junto com as alunas um grupo de contadores de histórias, compartilhando ainda com outras pessoas essa encantadora arte.


Acreditando na fala de Monteiro Lobato, "um país se faz com homens e livros" e no incentivo a leitura como primordiais na transformação do país em lugar melhor de se viver e fazer das crianças e jovens cidadãos mais felizes e realizados, o grupo passou a reunir-se mensalmente para trabalhar textos e artigos ligados à leitura e contação de histórias, reflexão e discussão dos temas estudados.

O projeto é voluntário e participa quem quer.

O Encantart surgiu para fazer a diferença, para levar encantamento às crianças (de todas as idades) de nossa cidade e região, visitando as escolas municipais, estaduais e particulares ministrando oficinas literárias e contando histórias.

Através de atividade artística, música e de meios lúdicos o projeto pretende despertar o imaginário e a sensibilidade da criança e do jovem para as artes e a leitura, e estimular o seu potencial criativo.

"Para nós, contar e escutar histórias proporciona uma qualidade de contato entre as pessoas e que permite um profundo e prazeroso intercâmbio de experiências: atua tanto na construção dos valores como contribui para a formação de uma percepção crítica e sensível da vida, da arte e da sociedade." Conclui a professora Paula sobre o projeto.



Atividades do Encantart no meses de março e abril:

Dois encontros na Fic (06/03 e 10/04)
Nossos encontros propiciam momentos de muita descontração e ludicidade, onde, além de desperta-las para a importância do ato de ler, sempre aproveitamos esses momentos para tecer algumas reflexões acerca da leitura como via de acesso ao conhecimento e instrumento fundamental para a promoção da interação dos indivíduos no meio social, e também planejamos para as atividades que serão desenvolvidas nas escolas, através de projetos literários e culturais.

Participação no evento promovido pelo Proler na Biblioteca Ascânio Lopes, de 15 a 31/03): Encontro com a Poesia.

As alunas Maria Cristina (3º período) e Gizele Baesso (1º período) participaram ativamente das oficinas e atividades realizadas pela equipe do Proler.

Projeto Monteiro Lobato e as histórias do Sítio do Picapau Amarelo: realizado na biblioteca da Escola Municipal Monsenhor Solindo, do dia 12/04 a 22/04, em comemoração pelo Dia do Livro.

Parabéns pela iniciativa!

Aulas práticas 5º Período de Pedagogia



Aulas práticas elaboradas e aplicadas pelas alunas do 5º período de Pedagogia, na disciplina de Prática de Formação Docente V, orientadas pela professora Roselaine dos Reis Verazzani.



O objetivo foi elaborar atividades que focassem os quatro pilares da educação (aprender a conhecer, aprender a fazer, aprender a viver com os outros e aprender a ser), buscando atividades que despertassem uma aprendizagem significativa.
Nas aulas foram trabalhados conteúdos específicos de Português, Matemática, Ciências e Formação de Valores.
Parabéns às alunas e professora Roselaine pelo excelente trabalho!

terça-feira, 9 de março de 2010

Cursos de Pós-graduação e Extensão

As Faculdades Integradas de Cataguases oferecem a você, leitor, os seguintes Cursos:
Pós-graduação:
Educação Inclusiva - 360 h
Psicopedagogia - 360 h
Extensão:

  • Literatura Infanto Juvenil: O Pulo do Gato - 40 h

  • Gramática Textual - 40 h

  • Inglês Instrumental para leitura - 40 h

  • É tempo de poesia: inspiração para musicar e fazer arte - 40 h

  • Por uma arte de Contar Histórias - 40 h

  • Educação Musical na Escola - 20 h

  • A Aprendizagem apoiada por tecnologias digitais interativas: oficinas práticas para o uso das tecnologias na sala de aula - 40 h


Matricule-se já e garanta já a sua vaga!

Maiores informações pelo telefone (32) 3421-3109 (Tesouraria)



quarta-feira, 3 de fevereiro de 2010

quinta-feira, 14 de janeiro de 2010

Última entrevista de Paulo Freire

Clique na imagem abaixo, e assita ao último vídeo-entrevista realizado com o escritor Paulo Freire, por Luciana Bulamarque




No vídeo o autor comenta seu livro Cartas Pedagógicas, fala sobre as diferenças sociais que marcam o Brasil, a importância de Darcy Ribeiro no cenário nacional, as marchas sociais, a democarica, a inserção do indivíduo no mundo, a justiça rural e agrária, a fundamentação objetiva de suas idéias em Karl Marx e sobre a contribuição do educador na formação da criticiadade como geradora da transformação do mundo.


A segunda parte da entrevista pode ser vista clicando na imagem abaixo:

terça-feira, 12 de janeiro de 2010

Atividades Acadêmico-cientifíco-culturais

As atividades acadêmico-científico-culturais serão desenvolvidas ao longo do curso totalizando 100 horas de atividades teórico-práticas de aprofundamento em áreas específicas de interesses do aluno e 100 de atividades de Trabalho de conclusão do Curso.
Dentre as várias formas de articulação, os alunos deverão ser incentivados a:

1. Participar dos “Encontros promovidos para a graduação” – série de seminários e atividades culturais apresentadas por alunos dos cursos de graduação;

2. Participar de Semanas Acadêmicas – ministradas por acadêmicos e profissionais de várias áreas buscando a articulação da Educação com outras ciências e com a tecnologia;

3. Freqüentar Congressos de Iniciação Científica;

4. Produzir textos para-didáticos;

5. Envolver-se com técnicas modernas de comunicação;

6. Aprimorar as relações interpessoais, desenvolvendo trabalhos em equipe;
7. Participar do processo de redação de textos científicos;

8. Realizar atividades de monitoria como prática de iniciação à docência.

Prática de Formação Docente

A prática de Formação Docente poderá ser desenvolvida por meio de projetos propostos pelas diferentes disciplinas do currículo.
Tais projetos deverão constituir-se em espaço de integração teórico-prática do currículo e instrumento de aproximação gradativa do aluno à realidade social, econômica e pedagógica do trabalho educativo, refletindo através do projeto pedagógico da instituição, objeto de estágio do aluno.
A prática, portanto, será vivenciada, ao longo de todo o curso preparando o aluno para a inserção no contexto profissional.
A Prática de Formação Docente deverá estabelecer condições para:
  • inserção do aluno no contexto dos espaços educativos como procedimento metodológico dos conteúdos curriculares;

  • intervenção, em instituições escolares/não escolares, por meio de projetos específicos;

  • prática profissional na área específica de atuação a que se destina o curso.

Estágio Curricular

O estágio Curricular Supervisionado, do Curso de Pedagogia das FIC, constitui-se em atividade curricular obrigatória devendo o aluno estagiário cumprir 300 horas distribuídas nas diferentes etapas da Creche, Educação Infantil, Anos Iniciais do Ensino Fundamental, Educação de Jovens e Adultos e nos cursos de Ensino Médio, na modalidade Normal.

O cumprimento do Estágio não pode ser concebido apenas como cumprimento de uma mera obrigação para o aluno graduar-se, ou como simples observações de aulas e preenchimento de formulário ou como uma repetição da prática pela prática. Ele deve ser um momento de exercício do pensar a ação pedagógica onde o aluno e futuro profissional da educação exercite o seu olhar investigativo, reflexivo, e crítico sobre as questões e concepções que norteiam o saber e o fazer pedagógico.

O Estágio Curricular deve oferecer ao futuro profissional: o vivenciar as práticas cotidianas do trabalho e da atuação pedagógica, o relacionar a prática apreendida e as teorias estudadas, o mobilizar as competências necessárias para o exercício da profissão, o problematizar questões vinculadas aos elementos constitutivos da ação do educador e o desenvolver atividades de intervenção pedagógica.

O estágio supervisionado do curso de Pedagogia será dividido em várias etapas com o desenvolvimento de diferentes atividades ao longo do curso. Dentre as atividades propostas estão:

• Observações sistemáticas e crítica do ambiente escolar;

• Análise do Projeto Político Pedagógico da escola, das metodologias utilizadas nas salas de aula e das concepções de educação oriundas das práticas pedagógicas das escolas.

• Levantamento de situações-problemas do cotidiano escolar; (tais situações problemas deverão ser discutidas e analisadas com a professora de Estágio Curricular e apresentadas no Seminário Curricular para o desenvolvimento de possíveis soluções, além disso deverão contribuir para a escolha do tema a ser desenvolvido no Trabalho de Conclusão de Curso)

• Elaboração e desenvolvimento de projetos de ação pedagógica, oficinas pedagógicas e atividades lúdicas na escola; (tais projetos e oficinas deverão ser desenvolvidas a partir de orientações dos professores das diversas disciplinas do curso)

• Regência;

• Relação do saber científico com o saber pedagógico e metodológico;
• Promoção de Seminários de Estágio. (o Seminário Curricular deverá ser um momento de vinculação do saber científico com o saber pedagógico com a participação de diversos professores que compõem o corpo docente do curso)

A supervisão, orientação e avaliação do estágio ficarão a cargo da professora de Estágio Supervisionado.
A disciplina Prática de Ensino deverá proporcionar ao aluno orientações gerais sobre o Estágio Curricular assim como discussões e seminários sobre as práticas observadas e o levantamento e soluções de situações-problemas vivenciadas pelos alunos nas diversas modalidades de ensino.

O aluno estagiário deverá cumprir 300 horas de atividades referentes ao Estágio Curricular do Curso que acontecerá a partir do quinto período do Curso.

Trabalho de Conclusão do Curso (TCC)

O Trabalho de Conclusão de Curso é componente curricular obrigatório a ser realizado ao longo do Curso, centrado em determinada área teórica-prática ou de formação pedagógica profissional como atividades de síntese e integração de conhecimento, e consolidação de pesquisa. Este Trabalho de Curso deverá conter regulamentação própria contendo, obrigatoriamente, critérios, procedimentos e mecanismos de avaliação e técnicas de pesquisa relacionadas com sua elaboração.

O Trabalho de Conclusão de Curso deverá ser apresentado em banca de defesa no último semestre do Curso na disciplina Pesquisa Educacional III. O trabalho poderá ser desenvolvido através de uma monografia, artigos científicos, análises de situações-problemas e estudo de casos oportunizados ao longo do Estágio, construção de metodologias de ensino, laboração de projetos de trabalhos ou de material didático.

A partir do quinto período do Curso o aluno começará a desenvolver seu Trabalho de Conclusão de Curso tendo a disciplina de Pesquisa Educacional como suporte para a escolha e desenvolvimento do tema proposto. A orientação e avaliação do TCC serão de responsabilidade do Corpo Docente das Faculdades Integradas de Cataguases.

SISTEMA DE AVALIAÇÃO

SISTEMA DE AVALIAÇÃO DO PROCESSO DO CURSO

A avaliação permanente do Projeto Pedagógico do Curso de Pedagogia, a ser implementado com esta proposta, é importante para aferir o sucesso do novo currículo para o curso, como também para certificar-se de alterações futuras que venham a melhorar este projeto, vez que o projeto é dinâmico e deve passar por constantes avaliações.

A Comissão Própria de Avaliação - CPA é o órgão responsável pela implantação e desenvolvimento da auto-avaliação da instituição, com autonomia em relação a conselhos e demais órgãos colegiados existentes na Instituição.
A auto avaliação do curso é efetuada com o envolvimento dos discentes, docentes e pessoal técnico-administrativo, direção, mantenedores e sociedade civil. Esse processo de avaliação está incorporado na avaliação institucional. Com esta ação pretende-se diagnosticar as forças e fraquezas, transformando esta última em oportunidades para o pleno desenvolvimento do curso.
O projeto de auto-avaliação - PROAC, das Faculdades Integradas de Cataguases foi elaborado em cumprimento a Lei no 10.861, de 14 de abril de 2004, que institui o Sistema Nacional de Avaliação da Educação Superior (SINAES). Tem como base às disposições contidas na portaria do MEC no 2.051, de 09 de julho de 2004, e as Diretrizes para a auto-avaliação das instituições e as orientações gerais para o roteiro de auto-avaliação, editado pela CONAES.

A avaliação em questão contemplará os seguintes tópicos:
• organização didático-pedagógica: administração acadêmica, projeto do curso, atividades acadêmicas articuladas ao ensino de graduação;
• corpo docente: formação acadêmica e profissional, condições de trabalho; atuação e desempenho acadêmico e profissional;

• infra-estrutura: instalações gerais, biblioteca, instalações e laboratórios específicos.
A avaliação do desempenho docente será efetivada pelos alunos/disciplinas fazendo uso de formulário próprio e de acordo com o processo de avaliação institucional.

Assim, analisando, dinamizando e aperfeiçoando todo esse conjunto de elementos didáticos, humanos e de recursos materiais, o Curso poderá ser aperfeiçoado visando alcançar os mais elevados padrões de excelência educacional e, conseqüentemente, da formação inicial dos futuros profissionais da área de Pedagogia.


SISTEMA DE AVALIAÇÃO DO PROCESSO DE ENSINO E APRENDIZAGEM

A avaliação do processo de ensino e aprendizagem é fundamental para o planejamento educacional, pois é ela que permite diagnosticar e verificar o desempenho acadêmico do aluno e também da instituição, contribuindo para a melhoria e desenvolvimento das aulas e dos resultados qualitativo e quantitativo da Instituição de Ensino.

Esta avaliação dar-se-á conforme o que preceitua a atual LDB, Lei nº 9.394/96, além da Lei nº 10.861/2004, que instituiu o SINAESSistema Nacional de Avaliação do Ensino Superior.
A avaliação do desempenho escolar é feita, sempre de aspecto formativo, com prevalência dos aspectos qualitativos sobre os quantitativos, respeitada a processualidade ao longo do período do curso, bem como os resultados obtidos por meio dos instrumentos de avaliação aplicados, e deve ser feita por disciplina ou conjunto de disciplinas, individual ou interdisciplinarmente, tendo como referência às competências e habilidades definidas em cada projeto de curso da instituição de ensino, que caracterizam o perfil dos egressos de cada curso.

O critério de avaliação será determinado através de ato normativo interno das Faculdades Integradas de Cataguases.

Exigir-se-á a freqüência mínima de 75% (setenta e cinco por cento) de horas letivas para aprovação, conforme Art.24, VI da Lei 9.394/96.

Para aferição de notas o docente submeterá o acadêmico às mais diversas e continuadas formas de avaliação, tais como: Provas escritas: objetivas e dissertativas, trabalhos individuais e em grupo, seminários, painéis, relatórios, pesquisas bibliográficas, trabalhos práticos de pesquisa, bem como outros meios de avaliação do ensino-aprendizagem para verificar o desempenho do aluno quanto à capacidade analítica, criatividade, visão crítica, produção teórica e prática.
Os mecanismos de avaliação interna e as ações sistemáticas de avaliação externa devem estar consoantes com o SINAES. Para tanto, o curso considerará o perfil do alunado, as possibilidades profissionais no mercado de trabalho, a finalidade educativa do projeto pedagógico quanto aos seus objetivos e estratégias de implementação curricular, análise dos índices de evasão, repetência, desempenho discente, desempenho do egresso e seu aproveitamento profissional, desempenho docente, relação dos profissionais do curso: professor-aluno-servidor.

Assim a avaliação será significativa e eficaz ao analisar e apontar o desempenho interno e externo entre projeto pedagógico institucional e a gestão operacional do curso, promovendo a qualidade compatível com o ensino, pesquisa e extensão, rumo à eficácia e efetividade acadêmica e social quanto à formação profissional, produção acadêmica, artística e cultural expressa na construção do saber técnico-científico e social no âmbito do Curso de Pedagogia.

Disciplinas e Conteúdos

Núcleo de Estudos Básicos

1. Alfabetização e Letramento
2. Avaliação da Aprendizagem
3. Corporeidade e Expressão I e II
4. Currículos e Programas I e II
5. Didática I e II
6. Educação Ambiental I e II
7. Educação e Empreendedorismo
8. Educação e Tendências Contemporâneas
9. Educação Inclusiva I e II
10. Estatística Aplicada á Educação
11. Filosofia
12. Filosofia da Educação
13. Fundamentos e Métodos de História nos Anos Iniciais do Ensino Fundamental
14. Fundamentos e Métodos de Educação Física nos Anos Iniciais do ensino Fundamental
15. Fundamentos e Métodos de Artes na Educação Infantil
16. Fundamentos e Métodos de Artes nos Anos Iniciais do Ensino Fundamental
17. Fundamentos e Métodos de Ciências no Anos Iniciais do Ensino Fundamental
18. Fundamentos e Métodos de Geografia nos Anos Iniciais do Ensino Fundamental
19. Fundamentos e Métodos de Língua Portuguesa na Educação Infantil
20. Fundamentos e Métodos de Língua Portuguesas nos Anos Iniciais do Ensino Fundamental
21. Fundamentos e Métodos de Matemática na Educação Infantil
22. Fundamentos e Métodos de Matemática nos Anos Iniciais do Ensino Fundamental
23. História da Educação I e II
24. Libras I e II
25. Língua Portuguesa I, II e III
26. Literatura Infanto-juvenil I e II
27. Musicalidade I e II
28. Políticas Públicas Educacionais I e II
29. Prática de Formação Docente I, II, III, IV, V, VI e VII
30. Psicologia da Educação I e II
31. Psicologia do Desenvolvimento I e II
32. Sociologia
33. Sociologia da Educação


Núcleo de Aprofundamento e Diversificação de Estudos

1.Prática de Ensino: Estágio Supervisionado
2. Metodologia do Trabalho Científico I e II
3. Novas Tecnologias Aplicadas à Educação I e II
4. Pesquisa em Educação I, II e III

Núcleo de Estudos Integradores

1. Atividades Acadêmicas Científicas e Culturais
2. Atividades: Trabalho de Conclusão de Curso
3. Estágio Supervisionado – Creche e Educação Infantil
4. Estágio supervisionado Jovens e Adultos
5. Estágio Supervisionado nos Anos Iniciais do Ensino Fundamental
6. Estágio Supervisionado Matérias Pedagógicas no Ensino Médio

Habilidades e Competências

Habilidades e Competências

O Curso de Graduação em Pedagogia das Faculdades Integradas de Cataguases se propõe basicamente a formar profissionais da educação abordando o fenômeno educativo em suas múltiplas perspectivas, o que requer do processo de formação do pedagogo o conhecimento teórico-prático da docência e o desenvolvimento das competências técnica, prática, científica e pedagógica.

O professor, dotado de competência técnica (na área de sua especialidade), de competência prática (no campo de trabalho ao qual a sua disciplina está ligada), de competência científica (voltada para a construção do novo conhecimento) e de competência pedagógica (voltada para o fazer pedagógico, construído no seu cotidiano, em sala de aula, mas de modo não ocasional e sim metodologicamente desenhado), será certamente um profissional da Educação e não simplesmente alguém que, exercendo mais uma função, não se compromete com ela, com seus aspectos mais formais e específicos.

Nessa direção, as seguintes competências e habilidades, entre outras, devem ser desenvolvidas:

• a atuação com ética e compromisso social;

• a atuação na Educação Infantil com habilidades para cuidar, educar, e desenvolver nas crianças as dimensões física, psicológica, intelectual e social;

• o Ensino da Língua Portuguesa, Matemática, Ciências, Geografia, Artes e Educação Física de forma interdisciplinar adequada à diferentes fases do desenvolvimento humano;

• o saber respeitar as diferenças individuais dos educandos nos aspectos das necessidades físicas, cognitivas, emocionais e afetivas;

• a postura investigativa na construção e aplicação de conhecimentos pedagógicos, científicos e metodológicos;

• as competências e habilidades necessárias para a atuação na Educação Infantil, anos iniciais do Ensino Médio, na Educação de Jovense Adultos e no Ensino Médio, na modalidade Normal;

• a participação na elaboração, implementação, coordenação, acompanhamento e avaliação do Projeto Pedagógico das instituições de ensino;

• o desenvolvimento de projetos de trabalho, atividades interdisciplinares, pesquisas científicas contribuindo para produção de conhecimentos científicos, técnicos e metodológicos na área da Educação;

• o olhar investigativo, reflexivo e crítico sobre as questões e concepções que norteiam o saber e o fazer pedagógico.

Atividades do Curso de Pedagogia

Atividades do Curso


O Curso de Graduação em Pedagogia, está organizado em regime seriado semestral.

O calendário escolar anual está previsto para 200 (duzentos) dias letivos efetivos, sendo um mínimo de 100 (cem) dias letivos por semestre, de conformidade com a legislação atinente e o Regimento Interno.


A distribuição da carga horária das disciplinas foi feita de acordo com múltiplos de 20 (vinte), considerando-se as semanas para o desenvolvimento das disciplinas e também de outras atividades complementares presenciais, tais como: eventos científicos, seminários, atividades de extensão, etc.

O Curso de Graduação em Pedagogia das FIC procura atender às expectativas da comunidade regional não ferindo a legislação vigente. Portanto, tem um caráter desafiador, capaz de diagnosticar problemas e apresentar soluções no campo da educação escolar e não-escolar de modo a garantir o desenvolvimento de competências e habilidades necessárias à atuação do profissional pedagógico.

A estrutura do Curso conforme Resolução do CNE/CP nº 01 de 15/05/06, respeitando a diversidade nacional e a autonomia pedagógica da instituição, constituir-se-à de:


I. Um núcleo de estudos básicos, que contemple os fundamentos sociológicos, filosóficos, psicológicos, históricos, políticos e antropológicos, ou seja, as disciplinas que tratam dos conhecimentos estruturais do curso assim como, planejamento, avaliação, práticas educativas, teorias, metodologias pertinentes aos primeiros anos de escolarização, relativos à Língua Portuguesa, Matemática, Ciências, História e Geografia, Artes e Educação Física.

II. Um núcleo de aprofundamento e diversificação de estudos voltados para as áreas de atuação profissional priorizadas pelo projeto pedagógico da instituição, atendendo a diferentes demandas.

III. Um núcleo de estudos integradores que proporcionará enriquecimento curricular, e compreende participação em seminários, atividades práticas nas mais diferentes áreas do campo educacional, assegurando aprofundamentos e diversificação de estudos, experiências e utilização de recursos pedagógicos.